quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Vamos brincar de fingir

Vamos fingir que eu não passei tanto tempo pra escrever neste singelo blog, onde eu coloco alguns pensamentos meus e às vezes raciocínios que deve ser geral, tipo: "Será que eu devo ligar? Se eu ligar vai parecer que eu estou desesperado, ou que sou grudento, pegajoso. Mas se eu não ligar vai parecer que não estou interessado..." Esse e outros tipos de coisas que se pensa durante uma sessão de descarrego. Vamos fingir também que as pessoas lêem esses textos e pedir desculpas a elas pelo afastamento. Não vou fingir que foi por falta de tempo, pq eu num tava fazendo porra nenhuma. Tudo bem que passei uma semana sem internet (falta de pagamento). Mas o que não dá pra fingir é que eu não sabia o quê escrever, nem tava com vontade, nem queria. Afinal a gente não pode se OBRIGAR a escrever num blog. Fica chato. Mas quero escrever, quero dividir, quero compartilhar. E é justamente sobre isso que quero falar.
De onde vem esse sentimento de posse de outra pessoa? Por que é que a gente sente ciúmes?
Principalmente vocês mulheres! Por quê vocês são assim? Vamos ser feliz e curitr. Curtir o outro deixando o outro curtir outras(os). Se vc acha uma pessoa interessante pq não compartilhar ela com outras pessoas? Fico imaginando como as pessoas demoram pra largar esses conceitos antigos. No inicio o homem pedia a mão da mulher ao pai, antes de experimentar e eles viviam infelizes para sempre. Depois inventaram o namoro, pra testar o "produto" antes de levar pra casa(r), e ainda tinha o lance de noivado que era o test drive final. Quantos noivados acabaram depois de algum tempo de convivência... Aí o negócio foi ficando cada vez mais livre, mais solto, mais leve. Era só namorar e quando não dava mais acabava antes de noivar! Inventamos (isso mesmo, nossa geração anos 80, quem tem entre 20 e 28 anos inventou o "ficar") inventamos o ficar, que minha mãe diz que é uma palhaçada namorar por uma noite, ou alguns dias, ou namorar sem ter compromisso, com tanto que não dure nem um mês, isso é ficar, ou ter um rolo (giria antiga da pext) ou como estão chamando hoje: Sair. Ah, né minha namorada não, a gente tá saindo junto... Continuando, quando Ficam, Saem juntos, Namoram, Noivam, Casam e ainda assim não dão certo... Separam! Simples assim. ;) Mas o que atrapalha em todos os casos é a vontade de exclusividade. Que mania! Que demora pra aceitar isso meu Deus!! Ninguém é de ninguém ora bolas. O próximo passo da evolução do relacionamento Homem-Mulher é o RELACIONAMENTO ABERTO. Enquanto esse conceito não é aceito, vamos brincar de fingir que não existe ciúmes.

13 comentários:

Junior Verme disse...

Tú´ñ esxiste msm né duente.
Ta massa msm viu. E vms Libera Geral kkkk. Ninguem é de Niguem.
Abraço viadinho.

Diva Carolina disse...

APOIADO! Em partes... rsrsrsrs
Afinal o sentimento de posse é algo inerente ao homem, portanto sempre haverá relacionamentos "fechados"! Mas por que não ficar de vez em quando? Nada contra, oras! O q há de errado em fazer uma "prova" do produto antes de levar? rsrsrsrs
Relacionamento aberto é td de bom tb! Vc fica hj... fica depois de uns meses... fica depois de alguns anos... sem nenhum tipo de compromisso ou cobrança! kkkkkkkkk

Nicolle disse...

Hum, isto é bem simples. Só não é mais porque somos egoístas e cheios da ideologia capitalista, cheios de "posse". Aí vem a traição, o ciúmes, todos com conceitos bem relativos dependendo do ponto de vista. Como achar que você pode ser o único interessado em determinada pessoa e vice versa com tantas possiblidades no mundo? MAs não é tão simples assim... apesar de saber que é assim e ponto. Recomendo "Ame e dê Vexame", de Roberto Freire. Max querido, sempre bom vir aqui e ter algo novo. beijo

Anônimo disse...

adorei seu texto max... bem, eu preciso rever meus conceitos, ainda sou meio careta, mas estou aprendendo ou pelo menos tentando hahahahaha, não ter esse sentimento de posse, não gosto nenhum pouco dele. Eu bem q qeria ser menos careta kkkkkkkkkk e assim "experimentar" um relacionamento aberto, nossa falta chão p isso viu... =/

beijos.

walkiria_souza_ disse...

É! A idéia do relacionamento aberto seria muito boa, seríamos muito mais felizes e satisfeitos, aproveitando o q há de melhor em cada pessoa, mas para isso é preciso de toda uma mudança no estilo de vida da sociedade e vamos combinar, não estamos preparados para isso mesmo. Vai demorar um pouco.

Eva disse...

adorei seu texto max... bem, eu preciso rever meus conceitos, ainda sou meio careta, mas estou aprendendo ou pelo menos tentando hahahahaha, não ter esse sentimento de posse, não gosto nenhum pouco dele. Eu bem q qeria ser menos careta kkkkkkkkkk e assim "experimentar" um relacionamento aberto, nossa falta chão p isso viu... =/

beijos.

Eva

THL disse...

Y bueno....

Carola Guimarães disse...

HUahuuhauhauha...
Sem comentários!

Carola Guimarães disse...

HUahuuhauhauha...
Sem comentários!

Carola Guimarães disse...

Vlw! ^^

Ahhh... é pq sou carêta msm! :D

Carola Guimarães disse...

:D Agora q vi o comentário em "Pinball" ^^
Pega uma no caixa ao lado! ;P

Lis disse...

Eu acho que as pessoas têm uma visão distorcida sobre relacionamentos. Ainda defendo a bandeira de que se procurar algo em um relacionamento que não é o seu, é porque as coisas não estão bem. O problema é que falta fidelidade e paixão em suas decisões....E acaba virando uma baderna! "Ah...eu namoro com fulana, mas ficarei com cicrana que é gostosinha e bonitinha. Mas, mesmo se não rolar, eu ainda terei a fulaninha". Não passa de uma desorganização. Não é sentimento de posse. O fato é que estamos desistindo de parceiros que poderiam deixar nossas vidas mais tranquilas, se assumissem cada um o seu quadrado. :)

Bjs!

Emanoel disse...

Pois é rapaz, mas é assim mesmo, os grandes homens sempre pensam à frente de seu tempo ;)

Vlw pela visita lá! =D