sexta-feira, 26 de junho de 2009

A primeira queda a gente nunca esquece.

Relato de Milton Guedes.


A Primeira e última, ou de muitas?

Que queda da porra, tô puto até agora, é incrível como você consegue ver tudo em câmera lenta, saber que vai cair e não conseguir fazer nada pra evitar (tô até rindo). Achei uma experiência interessante, você ver o motorista ligar o sinal pra entrar, mas você não imagina que o filho(a) da mãe vai entrar jogando você pra casa do C..! E o carro veio chegando, chegando, e eu freando, freando, mas, já sabendo que ia cair, porque apesar da câmera lenta eu não sou o “Neo”, e o pára-choque traseiro batendo no pneu dianteiro (de qualquer veículo de duas rodas, quem anda acho que já sabe o resultado) é a queda pronta e perfeita, e voei, não como o super-homem (para o alto e avante) mas para baixo e um pouco mais adiante, com os braços abertos e peito no chão, senti meus lábios sendo espremidos entre o capacete e os dentes, as palmas das mãos queimando. E os joelhos? Hehehehe, lembrei da minha infância, os dois estambocados igualzinho aqueles mininu amarelo que tão aprendendo a andar de bicicleta, e sai deslizando e procurando ficar em pé até que consegui levantar mais rápido do que ligeiro e subir nos gelos baianos que ficam ali no barro duro naquela curva próximo ao Santíssima Trindade. Olhei a moto no chão e não sabia se levantava a moto ou saia do meio da rua, como se não tivesse entendendo direito o que houve. Isso tudo acho que aconteceu em 2s, do momento do toque do pára-choque no pneu até eu ficar em pé. É incrível como é rápido e tão lento ao mesmo tempo. É, acho que agora virei motoqueiro, é o que dizem por aí – quem anda de moto e nunca caiu não é motoqueiro (ou não sabe andar) –, pronto, levei a minha primeira queda e espero que seja a última, e “levanta pra cair de novo”, não, não, já aprendi! Acho que a experiência valeu pra andar com mais cuidado ainda! Um abraço.
Miltinho Guedes (escrito dia 26/06/09. a queda foi no dia 25/06/09 às 17:40h)

5 comentários:

Junior Leite disse...

Kkkkkkkkkk
o Miltu se fudeu é assim Miltu...
Motokeiro Fantasma.

O Notório mundo de Folha disse...

Acho que o Miltinho devia fazer o blog dele. Vou reunir assinaturas que concordam com a idéia.
Quem é a favor?

jozimilton Jr disse...

kkk...
eita motoqueiro fraco da porra!!! depois dakela que eu passei por cima de vc com a bicicleta, eu sabia que essa queda de moto tinha tudo pra acontecer logo, logo! mas é isso aí! é bom pra ter mais cuidado! não vejo a hora de levar a minha 1ª queda tbm! flw.

walkiria_souza_ disse...

Comentário do André: "como diria meu amigo Maxmilla: a moto tem dois lados, um p/ cair e o outro p/ cair tbm". hehehehehe
bjooo

Joelma disse...

kkkkkkkkk
Se Fudeu..Coitado do Miltinho!
Cara mais eu sempre torço pra motoqueiro cair,qdo vejo na rua.
Acho que tenho algum problema!!!